Luís Eduardo Magalhães, Barreiras e região
Número vivo: (77) 9-9874-7440
VIVO (WHATSAPP)
(77) 9-9874-7440

Curta nossa página

Acumulada, Mega-Sena sorteia bolada de R$ 27 mi neste sábado

Se faturar o prêmio sozinho, apostador pode aplicar toda a bolada na poupança e faturar R$ 46 mil todos os meses

Acumulado há dois concursos, o prêmio da Mega-Sena volta a ser sorteado neste sábado (4) com a promessa de pagar R$ 27 milhões para o apostador que acertar as seis dezenas reveladas pelo concurso 2.276 da loteria. O sorteio do concurso será realizado em São Paulo, às 20h.

Caso alguém fature o prêmio do sozinho, poderá aplicar o valor integralmente na poupança e obter um rendimento mensal de, aproximadamente, R$ 46 mil.No último sorteio, realizado na quarta-feira (1º), as dezenas sorteadas pelo concurso 2.275 foram: 02 – 04 – 25 – 36 – 50 – 53.

Apesar de ninguém ter faturado o prêmio principal, 51 apostas acertaram a quina e têm o direito de receber R$ 43.339,89 cada. Outros 3.212 apostadores cravaram quatro dos números sorteados e poderão sacar R$ 983,06 cada.

Como apostar?

Para concorrer à bolada, basta ir a uma casa lotérica e marcar de 6 a 15 números do volante, podendo deixar que o sistema escolha os números para você (Surpresinha) e/ou concorrer com a mesma aposta por 2, 4 ou 8 concursos consecutivos (Teimosinha).

Cada jogo de seis números custará R$ 4,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio mais cobiçado do país.

Outra opção é o Bolão Caixa, que permite ao apostador fazer apostas em grupo. Basta preencher o campo próprio no volante ou solicitar ao atendente da lotérica. Você também pode comprar cotas de bolões organizados pelas lotéricas.

R7.COM

Compartilhar a postagem:

Prefeitura de Barreiras inicia cadastro de artistas e trabalhadores para acesso à subsidio

Com a sanção da Lei Aldir Blanc, que destina recursos públicos via Governo Federal para auxílio emergencial aos trabalhadores do setor cultural durante a pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Barreiras por meio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, iniciou nesta sexta-feira, 03, o cadastro virtual para garantir que o subsídio chegue aos seus beneficiários. Para isso, basta acessar o endereço eletrônico https://smecelbarreiras.webnode.com/, e optar pela área de trabalhador ou espaço cultural.



O cadastro é indispensável e também o primeiro passo para que haja acesso ao benefício que será liberado futuramente, conforme estabelecido pelo Ministério da Cultura. “Estamos lançando meio eletrônico para que os trabalhadores da cultura, bem como espaços e grupos culturais possam se cadastrar em nosso banco de dados, assim ao recebermos o recurso, já teremos este cadastro prévio, facilitando o repasse financeiro aos interessados, conforme prevê a Lei Aldir Blanc”, explicou o diretor municipal de cultura Lucas Barreto.

A Lei, sancionada em 29 de junho de 2020, prevê três formas de repasse: renda emergencial mensal, aos trabalhadores da cultura, subsídio mensal para manutenção de espaços artísticos e culturais, editais/chamadas públicas voltados ao setor cultural. O pacote destinará R$ 3 bilhões que serão transferidos da União para estados, Distrito Federal e municípios

Para esclarecer dúvidas, a Diretoria Municipal de Cultura, também disponibilizou o e-mail: barreirascultura@outlook.com ou o telefone (77) 3614-7269.

DIRCOM/PMB

Compartilhar a postagem:

LEM: PRECISANDO DE SERVIÇO DE BORRACHARIA? CONHEÇA A BORRACHARIA JPS, LOCALIZADA NA RUA EMBURANA, EM FRENTE A FEIRA LIVRE DO BAIRRO JARDIM DAS ACÁCIAS. FONE: (77 ) 99811-6713/ (77) 99129-3971 ou (75) 99139-2971.

2020

LEM: PRECISANDO DE SERVIÇO DE BORRACHARIA? CONHEÇA A BORRACHARIA JPS, LOCALIZADA NA RUA EMBURANA, EM FRENTE A FEIRA LIVRE DO BAIRRO JARDIM DAS ACÁCIAS. FONE: (77 ) 99811-6713/ (77) 99129-3971 ou (75) 99139-2971

* SERVIÇO INTERNO E EXTERNO E ATENDIMENTO A FAZENDAS

Motocicletas, Automóveis e Caminhões.

* VENDAS

Câmara de ar, Pneus e Acessórios

Rua Emburana n° 1.374, Quadra 96 Lote 12, em frente a feira livre do bairro Jardim das Acácias.

Fone: (77) 99811-6713/ (77) 99129-3971 ou (75) 99139-2971

BLOG JBNOTICIAS.COM.BR

Compartilhar a postagem:

DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS: STF absolve ré que furtou carne e condena homem por furtar xampu

No mesmo dia em que Gilmar Mendes absolve mulher acusada de furtar um pedaço de carne, Rosa Weber nega pedido de liminar a réu que furtou xampu


Gilmar Mendes absolve ré por furto e Rosa Weber condena homem por furto

Um peso, duas medidas. Uma mulher que furtou um pedaço de carne e outras mercadorias no Rio de Janeiro foi absolvida de forma sumária pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes. A sentença foi proferida na terça-feira (30), mesma data em que a colega de toga, a ministra Rosa Weber decidiu negar o habeas corpus a um jovem que furtou dois xampus no valor de R$ 10 cada, de um estabelecimento na cidade de Barra Bonita, no interior de São Paulo.

“Discutir casos como esses no STF escancara um judiciário punitivista e seletivo, com lentes diferentes para interpretar os casos”, afirma Marina Dias, diretora executiva do Instituto de Defesa do Direito de Defesa. “Ter este tipo de decisão em um contexto de pandemia expõe um completo descolamento da realidade.” Mas por que o mesmo princípio que vale para absolver um não vale para o outro?

No caso da mulher do Rio de Janeiro, Mendes invocou o princípio da insignificância para absolvê-la, uma vez que ela havia sido condenada pelo Tribunal de Justiça do Rio, com a sentença confirmada pelo Superior Tribunal de Justiça (STF). Segundo o ministro, não seria razoável que o Direito Penal e todo o aparelho do estado-polícia e do estado-juiz fossem movimentados para atribuir relevância ao suposto furto do alimento e outras mercadorias avaliadas em R$ 135,73”.O ministro avaliou que “não cabe ao Direito Penal, como instrumento de controle mais rígido e duro que é, ocupar-se de condutas insignificantes, que ofendam com o mínimo grau de lesividade o bem jurídico tutelado.” Ele só poderia intervir, em sua análise, quando os outros ramos do direito demonstram ineficácia para prevenir práticas de delitos.

Na decisão de Rosa Weber, a ministra negou o pedido de liminar a um jovem que furtou dois cosméticos para que ele pudesse cumprir penas alternativas. O caso também tramita no STJ, onde o ministro Félis Fischer decidiu monocraticamente contra o réu. A defesa do jovem, representada pelo advogado Lucas Marques e pelo estudante de direito Gustavo Altman, pedia que a ministra revertesse a decisão. Porém, em sua decisão, endossou as manifestações anteriores.

“O argumento que nega a liberdade provisória é pelo fato dele ser reincidente e ser considerado um risco para sociedade. Ele foi considerado um risco à ordem pública. Afirmou-se que ele pode voltar a cometer novos furtos. Mas existem casos muito mais graves que representam risco efetivo à vida das pessoas”, afirmou Gustavo Altman. “O valor, porém, é irrisório. Não teríamos que acionar a máquina do Direito Penal para um caso com esse.”

Segundo o advogado, o homem foi condenado em primeira instância a três anos de prisão e cumpre pena em uma penitenciária da cidade de Bauru. “Ele não teve o direito de responder o processo em liberdade. É importante considerar que ele pode pegar uma pena que nem sequer o leve ao regime fechado”, diz Altman. De acordo com a defesa, a decisão de Weber demonstra um clima de insegurança jurídica nos tribunais. “A conclusão dos casos depende de qual ministro vai analisar.”

Semelhantes, porém diferentes – Embora os casos tratem de crimes de furtos e envolvam pessoas em situação de vulnerabilidade, os processos têm diferenças importantes a serem consideradas. “O HC pedido no caso do homem de São Paulo não fala sobre o trancamento da ação penal, ou seja, é apenas para garantir o direito de responder em liberdade”, afirma Dias. “Nosso pedido não era de absolvição, era pela soltura provisória. Mas, o mesmo argumento de Gilmar Mendes poderia ser utilizado por se tratarem de furtos insignificantes”, diz Altman. 

No caso da mulher acusada de furtar alimentos no Rio de Janeiro, a Defensoria entrou com um habeas corpus para interromper a ação penal com base no princípio da insignificância. “Este princípio olha para a necessidade de se movimentar o aparelho do Estado e o judiciário em situações que não justifiquem este tipo de ação”, diz a diretora do IDDD. “O Direito Penal deve se ocupar de situações realmente graves, até por ser uma forma violenta de intervenção na vida das pessoas.”

Endossar o argumento das manifestações anteriores de que o homem representa um risco à sociedade porque ele poderia voltar a delinquir é, segundo Dias, uma forma de afrontar a presunção da inocência. “A Ministra não enfrenta questões importantes como as medidas cautelares cabíveis, individualização, princípio da insignificância.”

A justiça, o sistema prisional e a covid-19 – Para a diretora do IDDD decisões como a da ministra Rosa Weber demonstram o peso que se dá aos crimes patrimoniais no país. “Não se pode desconsiderar a seletividade no sistema de justiça criminal, ela fica escancarada”, diz Dias. “Para se ter ideia do impacto deste tipo de decisão basta olhar para o perfil da população prisional brasileira, composta por presos provisórios e por uma grande maioria de acusados de tráfico de drogas e crimes de roubo ou furto.”

A decisão se torna ainda mais grave no contexto de pandemia que atravessa o país e o mundo. “O sistema prisional não dá condições dignas para que se cumpram penas. Nesse momento de um elevado número de infecções por covid-19, este tipo de decisão é um deslocamento da realidade.”

No dia 17 de março, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) emitiu uma recomendação a tribunais e magistrados para a adoção de medidas preventivas à propagação do novo coronavírus no sistema de justiça penal e socioeducativo. Entre outros aspectos, a recomendação orienta o Judiciário a reduzir o fluxo de ingresso no sistema prisional e socioeducativo. “Essa resolução do CNJ traz expressamente a decisão de garantir a liberdade de pessoas que cometeram crimes sem violência ou grave ameaça”, afirma Dias.

Para Altman, o órgão reconhece as condições insalubres das prisões superlotadas do país. “Isso é uma bomba relógio. Por ser um ambiente lotado e fechado, o risco de infecção é muito maior. Funcionários voltam para suas casas e podem levar o vírus para fora”, afirma. “O poder judiciário acaba reconhecendo uma pena de morte por omissão. A pena de privação de liberdade não pode ser igual à pena de morte.”

R7.COM

Compartilhar a postagem:

Homem sofre tentativa de homicídio em hotel no bairro Santa Cruz em Luis Eduardo Magalhães

Um homem de nome Joselino dos Santos Filho de 52 anos, foi vítima de tentativa de homicídio. O crime tentado aconteceu por volta das 08h50 desta sexta-feira (03), em frente de um Hotel nas proximidades da ruas Xique-Xique e Irará no bairro Santa Cruz em Luis Eduardo Magalhães.
De acordo com informações passadas a nossa reportagem, a vítima estava sentada em um banco na frente do hotel, quando um veículo de cor preta não identificado parou e o carona sacou uma pistola e disparou por cerca de 12 vezes contra a vítima que saiu correndo, vindo a se refugiar nos fundos de um Supermercado.
O SAMU foi acionado e esteve no local prestando atendimento à vítima que foi atingida por um disparo na coxa esquerda e outro na região das costas, ficando alojado no ombro direito.
O homem recebeu os devidos atendimentos ainda no local e posteriormente foi encaminhado para UPA para procedimentos médicos. 
A Polícia Militar da 85 CIPM esteve no local e na UPA colhendo informações na tentativa de chegar até os autores do crime.
A porta do hotel ficou parcialmente destruída pelos disparos, a parede e o banco ficou com marcas dos tiros. 
A Polícia Militar recolheu os projéteis. O crime tentado será investigado pela Polícia Civil local que também esteve na UPA.
A autoria e a motivação da tentativa de homicídio ainda são desconhecidas. Vale lembrar que o homem mora em São Paulo e está hospedado no referido hotel que não vamos divulgar o nome a pedido dos donos.

Blog Jbnoticias.com.br/ Blog Braga

Compartilhar a postagem:

MP-BA aciona prefeitura de Luís Eduardo Magalhães para regularizar prevenção a incêndio


Sede da prefeitura de LEM. Foto/Arquivo: TV Oeste

O Ministério Público da Bahia (MP-Ba) moveu uma ação civil pública nesta quinta-feira (2) para que o Município de Luís Eduardo Magalhães adote medidas de combate a incêndio. O promotor de Justiça Bruno Pinto e Silva, autor da ação, pediu também que a Justiça impeça o Município de retomar as aulas enquanto a situação não for regularizada. Conforme o pedido, o governo municipal deve realizar a revisão dos alvarás de funcionamento das unidades escolares da rede privada quanto aos requisitos de segurança. Segundo a ação civil pública, o Corpo de Bombeiros (CB) informou ao MP, no ano passado, que as escolas da rede pública municipal se encontravam irregulares e não possuíam um Projeto de Segurança contra Incêndio e Pânico e nem Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.

De acordo com o promotor, em dezembro de 2019, o Município rejeitou firmar acordo com o MP, sob a alegação de que os prazos propostos pelo Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) não eram possíveis de atender, e também não realizou a contraproposta de acordo solicitada. Conforme a ação, o Município não apresentou, em resposta, a documentação de regularização junto ao CB. “Isto demonstra que todos os equipamentos municipais se encontram com irregularidades, periclitando contra a saúde e segurança dos alunos de rede municipal de ensino”, afirmou Bruno Silva.

Bahia Notícias

Compartilhar a postagem:

Enfrentamento ao coronavírus: Operação COVID realiza fiscalização para o cumprimento dos Decretos municipais em Luís Eduardo Magalhães

Durante operações de fiscalização realizadas nos dias 05 e 30 de junho, representantes das Secretarias de Administração e Finanças, de Saúde e de Segurança, Ordem Pública e Trânsito, além de integrantes das forças policiais e do Poder Judiciário, desenvolveram um trabalho de combate a aglomerações e fiscalização de normas de funcionamento de bares, restaurantes, lanchonetes e congêneres, de acordo com os Decretos Municipais 222 e 223/2020.
O objetivo da Operação Covid é evitar a proliferação do novo coronavírus no município. Ao todo, nove estabelecimentos já foram interditados, outros quatro notificados e um multado. Todos já tinham recebido a visita da fiscalização e foram alertados sobre a existência e a necessidade do cumprimento dos decretos.

 Outros 16 estabelecimentos receberam a primeira visita de caráter educativo para que se adequem as normas estabelecidas pelas medidas do Poder Executivo Municipal. Também foram realizadas ações educativas entre vendedores ambulantes, food trucks e congêneres.
De acordo com o secretário de Segurança, Ordem Pública e Trânsito, Daniel Álvares, o trabalho vai continuar por toda a cidade. “Temos a missão de proteger a nossa cidade, a nossa população e fazer com que os decretos sejam cumpridos”, comentou Álvares.
A fiscalização percorreu as ruas São Francisco, no Mimoso I e II; Paraíba no Centro da cidade; Ibitiara, Ibititá, Irecê e Itabuna, no Santa Cruz; além das Avenidas JK e Ayrton Senna.

 A população pode colaborar com os órgãos fiscalizadores no combate à Covid-19 em Luís Eduardo Magalhães. Para realizar denúncias de aglomerações e situações que descumpram os decretos municipais, basta ligar para os números 156, (77) 99701 4560 ou (77) 99946 7171.
“Estamos prontos para atender toda a demanda, garantindo a segurança e a saúde da população de Luís Eduardo Magalhães. A Covid-19 é um inimigo invisível e perigoso, mas com o envolvimento de todos, ganharemos essa batalha”, concluiu o secretário.

Ascom, Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães

Compartilhar a postagem:

Juiz ameaça matar delator da Faroeste e por isso deve ser mantido preso, diz MPF

Advogado delator da Operação Faroeste, Júlio César Cavalcanti será preso na Superintendência Regional da Polícia Federal do Distrito Federal após ter sido ameaçado de morte. A partir da colaboração premiada do advogado (veja aqui), a Polícia Federal realizou uma operação controlada na 5ª fase da Faroeste, que culminou com a prisão da desembargadora Sandra Inês Rusciolelli, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), e do filho dela, Vasco Rusciolelli. Eles foram denunciados por venda de sentenças na disputa de terras no oeste baiano. 

A ameaça, segundo o Ministério Público Federal (MPF), foi feita pelo juiz Sérgio Humberto Sampaio, também investigado na operação. No pedido de manutenção da prisão preventiva de seis investigados, entre eles o magistrado, a subprocuradora da República, Lindôra Araújo, diz que é necessário manter a prisão do juiz, pois Júlio César, na delação premiada homologada, “foi enfático ao afirmar que estaria com sua cabeça a prêmio no Tribunal de Justiça da Bahia e que Sérgio Humberto estaria propagando que iria lhe matar quando fosse libertado”. “Assim sendo, conclui-se, por essencial, que, solto, Sérgio Humberto ficará desimpedido para retornar ao local dos fatos diretamente ou indiretamente, impondo temor a comunidade local”, diz a subprocuradora, lembrando que dois homicídios já foram confirmados no curso da Operação Faroeste. 

Júlio César foi condenado a 16 anos de prisão. Por ter firmado a delação premiada, ele terá direito de progressão da pena, cumprindo apenas seis meses em regime fechado (saiba mais). Informações de bastidores obtidas pelo Bahia Notícias reforçam que o cumprimento da pena na sede da PF em Brasília é necessário pois, se preso em outra unidade prisional, ele poderia ser morto. 

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o colaborador Júlio César apresentou significativa quantidade de provas que podem ajudar a elucidar os crimes. No acordo, ele pagou R$ 2,2 milhões, além de entregar os veículos Cerato, Corolla, Harley Davidson e BMW 535i, em troca de redução da pena.  Os valores serão destinados ao combate da Covid-19.  

O delator teria negociado 30 decisões judiciais em 1º e 2º graus, bem como feito o retardo de decisões em benefício de terceiros e designação de magistrados para atender seus anseios, em processos envolvendo litígios rurais na região do oeste da Bahia e outras localidades. Ele disse que chegou a receber uma oferta de Adailton Maturino de R$ 10 milhões para o juiz Sérgio Humberto cumprir o acertado entre os desembargadores para garantir a posse das terras. Segundo a delação do advogado, apesar da Bom Jesus Agropecuária já ter tido seu direito as terras reconhecido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), decidiu se associar ao advogado, agora delator, para se opor ao grupo de Adailton Maturino, que pretendia transformar o borracheiro José Valter Dias “em um dos maiores latifundiários do Brasil”.

Bahia Notícias

Compartilhar a postagem:

Mais escolas e infraestrutura de qualidade para estudantes e professores: Unidade do Jardim Paraíso é inaugurada

 A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães continua entregando as sedes próprias das escolas municipais construídas recentemente no município. Na manhã da quinta-feira (02), foi a vez da Escola Municipal Jardim Paraíso, localizada na rua 1º de Maio. 
O prédio tem 12 salas de aula climatizadas e com quadros em vidro, departamento administrativo, refeitório, laboratórios de ciências e informática, biblioteca, auditório e quadra poliesportiva com dimensões oficiais. A área construída é de 3.697,28m² e a capacidade de atendimento da unidade é de aproximadamente 400 alunos por turno

De acordo com a secretária de Educação, Rose Sertão, mais uma nova conquista que demonstra a importância do setor educacional para a atual gestão. “Todas as escolas têm o mesmo padrão de qualidade, seja na infraestrutura, no mobiliário ou na capacidade profissional dos nossos professores e funcionários dos diversos setores”, exclamou a titular da pasta.
A Escola Municipal Jardim Paraíso iniciou as atividades em 27 de fevereiro de 2011 em um prédio alugado, sendo que a sua fundação foi a partir do Decreto nº 2.130/2011, de 17 de Junho de 2011. A sede própria entregue nesta quinta-feira, além de proporcionar excelentes condições para alunos e funcionários, representa economia para os cofres do município com o fim do pagamento de mais um aluguel.

Ascom, Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães

Compartilhar a postagem:

Após 100 dias de fiscalizações e trabalhos ininterruptos, profissionais das Barreiras sanitárias serão remanejados para outras ações de combate ao coronavírus



Considerando o novo cenário da proliferação do coronavírus em Barreiras, a Secretaria Municipal de Saúde fez uma readaptação às ações de combate e controle a serem realizadas nos bairros e em locais de maior incidência da doença. Dentre as medidas que serão adotadas, está a desativação das barreiras sanitárias, em funcionamento há 100 dias e instaladas nas estradas que dão acesso à cidade. Durante o período em que estiveram ativas, as barreiras foram fundamentais na detecção da chegada do vírus no município, principalmente no início da pandemia.

Outro propósito das barreiras foi o controle do fluxo de pessoas que entravam e saiam do município, imprescindível no combate à proliferação do vírus. A partir do momento em que a contaminação foi definida como comunitária, segundo a Secretaria de Saúde, as barreiras restringiram às fiscalizações aos ônibus, caminhões e vans. Agora, um novo momento se faz necessário, com a desativação definitiva das barreiras e o remanejamento dos profissionais para ações de fiscalização focadas nos bairros de maior incidência da Covid-19.

“Esta readequação é estratégica porque hoje temos o caráter comunitário da doença, com a proliferação do vírus em vários bairros de Barreiras, dessa forma, as equipes que até então se revezavam diuturnamente nas barreiras sanitárias terão um trabalho mais produtivo neste momento, uma vez que as barreiras já cumpriram o seu papel de controle e detecção de novos casos no início do surto. Este profissionais irão reforçar as equipes de fiscalização já existentes e também, visitar os bairros com ações pontuais”, esclarece o secretário de Saúde, Anderson Vian.

Barreiras está com 390 casos positivos do novo coronavírus destes, 260 já curados. Os três bairros com maior incidência da doença são Barreirinhas, Morada da Lua e Santa Luzia, todos, com 30 casos confirmados, destes, 26, 23 e 25 pacientes curados, respectivamente. De acordo com o acompanhamento da Secretaria de Saúde, o índice de pacientes recuperados no município chega a ser de até 70%. A cidade registrou ainda seis internações e cinco óbitos.

DIRCOM/PMB

Compartilhar a postagem:

Polícia Civil de LEM recupera notebooks furtados de uma escola municipal

A Polícia Civil de Luís Eduardo Magalhães através do Setor de Investigação com apoio da Secretaria de Segurança Pública de Luís Eduardo Magalhães e o Conselho de Tutelar, recuperou 06 notebook’s de um total de 10 , furtados da escola municipal Cecília Meireles no dia  29/06/2020. 
Da ação criminosa foram identificados sete indivíduos que participaram do furto, sendo que cinco são menores que pularam o muro da escola e subtraíram os notebook’s, todos foram detidos e apresentados na delegacia e os bens recuperados. As investigações continuam para que possamos responsabilizar os autores da conduta ilícita ora apurada. 


Polícia Civil: 200 anos a serviço da sociedade.

Compartilhar a postagem:

PREFEITURA LANÇA EDITAL DE LICITAÇÃO PARA A CONSTRUÇÃO DO ATERRO SANITÁRIO DE LUÍS EDUARDO MAGALHÃES

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães lançou o edital de licitação para construção do aterro sanitário do município. A sessão de abertura será no dia 31 de julho de 2020, às 9h da manhã.

PROPAGANDA DA MEGA BATERIAS

O aterro sanitário será construído em uma área de 20 hectares, a 20 km da zona urbana de Luís Eduardo Magalhães. O espaço foi adquirido com recursos próprios do município e custou R$ 280 mil.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Economia Solidária, Alcides Meira, todo o processo está seguindo rigorosamente o que a legislação estabelece e o aterro sanitário representará um marco importante para a melhoria da qualidade de vida da população.

“É um projeto para aprimorar a qualidade de vida das futuras gerações e solucionar de uma vez por todas os problemas dos resíduos sólidos não recicláveis no município e do “lixão”, que vai receber o tratamento adequado, inclusive com a arborização no local”, comentou o secretário.

O início da construção do aterro sanitário de Luís Eduardo Magalhães está previsto para o mês de agosto de 2020.

Assessoria de Comunicação (ASCOM)
Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães/BA

Compartilhar a postagem:

Com pandemia mais controlada, Rui intensifica participação na campanha de Major Denice

por Bruno Luiz.BN

Com pandemia mais controlada, Rui intensifica participação na campanha de Major Denice

Foto: Divulgação / PT-BA

Com cenário que aponta para tendência de situação menos grave da pandemia do novo coronavírus na Bahia, o governador Rui Costa começa a se voltar para um assunto que também lhe interessa: a candidatura de Major Denice à prefeitura de Salvador, pelo PT.

Antes distante de ações relacionadas ao período eleitoral por receio de misturar política e Covid-19 e ser mal interpretado pela opinião pública, o petista tem, aos poucos, dado as caras na campanha da sua afilhada política. Já participou de duas lives com ela nos últimos 15 dias e, nos bastidores, tem traçado os próximos passos de Denice.

O presidente estadual do partido, Éden Valadares, nega que Rui esteja se dedicando com mais afinco às articulações políticas e disse que ele participou das lives a pedido da própria major licenciada. 

“A questão eleitoral em si terá seu tempo apropriado, que é o período de campanha. Que, aliás, o Congresso Nacional confirmou seu adiamento ontem. Então, penso que o foco do governador Rui Costa está todo voltado para a defesa da vida e no combate ao coronavírus”, afirmou Éden, em entrevista ao Bahia Notícias. 

No entanto, a reportagem apurou com outras fontes ligadas ao partido que o governador vai tirar todas as manhãs de sábado para fazer lives com a apadrinhada. A próxima já acontece neste sábado. 

“A situação do Covid está mais controlada. Ele continua as ações relacionadas ao combate, mas este controle maior permite uma disponibilidade de tempo para que ele reserve o sábado pela manhã para esta atividade”, afirmou o ex-presidente estadual do PT e integrante do diretório nacional da sigla, Everaldo Anunciação. 

Apesar de evitar colocar as digitais de forma mais clara no processo, já que a pandemia ainda está em curso, Rui tem dado indicativos de como acompanha e participa das articulações. Na live da semana passada, o petista deu uma espécie de senha para Denice sobre como ela deveria constituir um programa de governo voltado para a educação infantil.

“Está em suas mãos, Denice. Tem que mobilizar. Isso tem que passar a ser um valor pras mães e pros pais, um valor fundamental [educação infantil]. Transformar a vida de nossos filhos é o maior valor. A gente precisa mexer no coração, a mente das pessoas, tentar fazer mobilização grande no programa de governo e fazer as pessoas se mobilizarem com esse tema”, afirmou.

Na campanha da major, a avaliação é de que Rui tem papel fundamental para alavancar a candidatura dela, ainda pouco conhecida no cenário político e pelo grande público. Caberá a nomes como ele e o senador Jaques Wagner, as maiores lideranças do partido, ajudarem a conferir visibilidade para Denice. 

No entanto, a preocupação é fazer isto de uma forma que o protagonismo da petista não seja retirado, já que a candidatura se baseia, principalmente, nos motes de gênero e raça pelo fato de ela ser uma mulher negra. Por isso, a atuação dos dois não pode ganhar conotação machista e racista – Rui e Wagner são homens e lidos como brancos. 

Outro fator que demonstra a presença de Rui na campanha é que o convite para que Fabya Reis assumisse a coordenação da campanha partiu dele. Inicialmente, a secretária estadual de Promoção da Igualdade Racial coordenaria o Programa de Gestão Participativa, mas o governador preferiu entregar a incumbência ao jornalista e militante histórico do partido, Emiliano José. 

ALIANÇAS
A alta cúpula do partido ainda não tem bem definidas possíveis composições com outros partidos para a vice de Denice, mas aposta na capacidade da campanha de aglutinar aliados históricos como PSB e PCdoB. A avaliação de alguns nomes é de que, caso as próximas pesquisas eleitorais mostrem crescimento e musculatura da candidatura petista, as siglas poderiam chegar a um entendimento para apoiar o PT. 

Eles acreditam que, como as campanhas partem de projetos parecidos, não faria sentido manter três nomes na disputa – Denice, Olívia Santana (PCdoB) e Lídice da Mata (PSB) – com eleitorados parecidos. Neste sentido, o apoio do governador e uma estrutura partidária maior dariam vantagem ao PT. 

Ter o pré-candidato a prefeito Pastor Sargento Isidório (Avante) na vice da major também é algo considerado pouco provável, neste momento. Nos bastidores, o deputado federal tem dito que não deixaria de disputar a eleição como cabeça de chapa para ser vice de alguém que está atrás dele nas pesquisas. Por outro lado, há setores do partido que não veem uma virtual aliança com bons olhos. Acham que os projetos políticos dos dois não comungam. 

PM “DIFERENTE”
As críticas de setores da legenda pelo fato de Denice ter vindo da Polícia Militar também não preocupam seu entorno. A avaliação interna é de que a major representa uma PM diferente, mais humanitária e antirracista. Defendem que não há “nada mais de esquerda” na corporação que a Ronda Maria da Penha, projeto comandado por ela durante cinco anos.

A ligação dela com a PM também é vista como uma maneira de aproximar o partido de eleitores de centro e daqueles que defendem a pauta da segurança pública, mas não se consideram bolsonaristas.

Compartilhar a postagem:

‘Terceiro Turno’: O que muda com o adiamento das eleições?

'Terceiro Turno': O que muda com o adiamento das eleições?

Arte: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

Com aprovação do adiamento das eleições municipais de 2020, de outubro para 15 e 29 de novembro, todos os principais prazos do calendário eleitoral que ainda vão vencer também serão alterados. A mudança de datas foi necessária devido à crise sanitária enfrentada no mundo com a pandemia do novo coronavírus. 

A Câmara dos Deputados votou e aprovou o texto na quarta-feira (1º) e as mesas da Câmara e do Senado promulgaram na quinta-feira (2) a proposta. Mas a tramitação não foi fácil. O texto enfrentou resistência e deputados pediam contrapartidas para aprovar a proposta. 

No episódio 33 do podcast “Terceiro Turno” os jornalistas do BN Jade Coelho, Ailma Teixeira e Lucas Arraz falam sobre as datas para o pleito, explicam sobre o novo calendário, e discutem a articulação que foi feita para que as eleições fossem adiadas.

Com edição de Paulo Victor Nadal, o podcast está disponível no nosso site todas as sextas-feiras, sempre às 8h, e nas principais plataformas de streaming: SpotifyDeezerApple PodcastsGoogle PodcastsCastbox e TuneIn. Na RBN Digital, o programa também é veiculado no mesmo horário.

Compartilhar a postagem:

Silas Malafaia pede desculpas a Rui Costa após divulgar que ele demitiu médica bolsonarista. PARABÉNS PASTOR SILAS

BLOG DO JBNOTICIAS.COM.BR

por Ailma Teixeira.BN

Silas Malafaia pede desculpas a Rui Costa após divulgar que ele demitiu médica bolsonarista

Foto: Reprodução / Avaaz

Após a própria médica Raissa Soares negar que tenha sido demitida do Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, por determinação do governador Rui Costa (PT), o pastor Silas Malafaia pediu desculpas ao chefe do Executivo baiano por ter divulgado a informação. O pastor publicou um vídeo no Youtube, nessa quinta-feira (2), ressaltando que cometeu um erro.

“Eu recebi uma informação de um grande amigo meu, que é amigo e fala com a Dra. Raissa Soares, lá de Porto Seguro, que me disse que ela tinha sido demitida pelo governador Rui Costa”, explica Malafaia.

No entanto, depois disso, Raissa negou essa versão da história e a unidade de saúde divulgou uma nota, esclarecendo que foi decisão dela não renovar o contrato porque isso previa aumento de carga horária – a médica é também diretora em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). “A diretoria do HRDLEM lamenta essa deturpação dos fatos”, diz um trecho da nota do hospital .

Foi ao tomar conhecimento disso que Malafaia resolveu se desculpar. No vídeo, ele ressalta que é um homem sério o suficiente para admitir seu erro e aproveitou para criticar o inquérito das fake news do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Eu quero aqui pedir desculpas ao governador da Bahia, retirar minha palavra, porque eu sou homem pra reconhecer quando erro e é obrigação de quando alguém erra pedir desculpa. Quando você transmite alguma coisa errada negativa, mentirosa, caluniosa, de difamação em rede social ou você retira e conserta ou você pode ser processado. Não precisa de inquérito de fake news”, argumenta.

A falsa demissão da médica foi disseminada depois que ela fez um apelo ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para que ele enviasse hidroxicloroquina para o hospital. Embora não seja reconhecido como eficaz no tratamento contra a Covid-19 e a Sociedade Brasileira de Infectologia não recomende o uso nesses casos, o medicamento é defendido pelo presidente. Além disso, a orientação para o uso do remédio já esteve no centro das demissões dos ex-ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich.

MEGA BATERIAS

Compartilhar a postagem:

Renato Feder é o novo ministro da Educação, diz revista

Renato Feder é o novo ministro da Educação, diz revista

Foto: Rodrigo Félix Leal / Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro pode escolhido o substituto de Carlos Alberto Decotelli para o Ministério da Educação (MEC). Interlocutores do Planalto confirmaram a coluna Radar, de Veja, que Bolsonaro escolheu o ex-secretário estadual de Educação do Paraná, Renato Feder, para comandar o MEC. 

Caso confirmado, Feder será o quarto ministro da Educação do mandato de Bolsonaro.  Ele substitui Carlos  Decotelli, nomeado na última semana para substituir Abraham Weintraub, ma que não resistiu a pressão após sucessivas inconsistências apresentadas em seu currículo . 

Feder é visto por aliados do governo como um nome capaz de apaziguar os ânimos no MEC após os posicionamentos ideológicos dos ex-ministros Abraham Weintraub e Ricardo Vélez Rodríguez. O ex-secretário estadual tem 41 anos de idade e é formado em administração pela Fundação Getúlio Vargas, com mestrado em economia pela Universidade de São Paulo (USP). Segundo a secretaria de Educação do Paraná ao portal IG, o secretário tem histórico de dez anos lecionando matemática em escolas e também foi diretor de instituição de ensino por oito anos. Ele também foi professor do Ensino de Jovens Adultos (EJA).

BN

Compartilhar a postagem: