Luís Eduardo Magalhães, Barreiras e região
Número vivo: (77) 9-9874-7440
VIVO (WHATSAPP)
(77) 9-9874-7440

Curta nossa página

Entidades do agronegócio oferecem curso de Monitores de Praga

Interessados em trabalhar no segmento do agro têm uma excelente oportunidade de capacitação para se inserir neste mercado. A Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) estão oferecendo o curso de monitores de praga. A ideia é proporcionar aos candidatos habilidades profissionais que os permitam identificar e combater as pragas e doenças das lavouras.

Focado na ferrugem da soja, no bicudo-do-algodoeiro e na cigarrinha do milho, o curso terá duração de dois dias (30 e 31 de outubro). As aulas ocorrerão na sede da Fundação Bahia, em Luís Eduardo Magalhães, e serão ministradas pelos professores-doutores Paulo Degrande e José Waquil, ambos especialistas nos temas. Além de palestras de consultores e especialistas da Embraba, Fundação BA, Adab, JCO, Kasuya, Ide, Equipe e Círculo Verde.

Como módulo opcional, será oferecido também o Curso de Classificação de Grãos, para os alunos que se dispuserem a um terceiro dia de formação (1 de novembro). A aula será ministrada pelo classificador oficial homologado pelo Ministério da Agricultura, Samuel Leite, que integra o quadro técnico da Aiba. O objetivo é expandir o nível de conhecimento e a área de atuação dentro das fazendas.

As inscrições são gratuitas, mas os interessados devem se apressar, pois as vagas são limitadas. Para se inscrever, basta acessar o site da Aiba (www.aiba.org.br) e preencher a ficha ou o link direto http://bit.ly/2p2XjnK. A inscrição só será validada após o envio da ficha por e-mail ou entregue pessoalmente na sede da Aiba e Abapa, em Barreiras; ou da Fundação Bahia, Abapa e SPRLEM, em Luís Eduardo Magalhães.

De acordo com o coordenador do Programa Fitossanitário da Aiba, Armando Sá, qualquer pessoa pode se candidatar à vaga. “O curso é direcionado aos alunos e ex-alunos de cursos técnicos agrícolas, a exemplo dos jovens aprendizes da Fazenda Modelo, mas não há restrições: homens e mulheres que tenham vocação para área e que queiram agregar conhecimento são bem-vindos”, observou.

Este é o segundo ano consecutivo que o Grupo Gestor do Programa Fitossanitário da Soja, Milho e Algodão, ligado à Aiba e Abapa, oferece a formação. A primeira edição do curso, ministrado no ano passado, foi sucesso de público.

Ascom Aiba

Compartilhar a postagem: